sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Sense8

Hello, hello, hello!! Eu sei, tenho publicado pouco, mas nestas últimas semanas tenho ando ocupada, primeiro com as férias e agora com o começo das aulas e da universidade e com tudo o que implica "mudar" de casa! But I'm baaaack! 

Vamos voltar ao assunto "séries": desta vez sobre uma série que se tornou numa das minhas favoritas - Sense8
Sense8 tem como resumo o seguinte: "Grupos de pessoas ao redor do mundo que estão ligadas mentalmente e precisam encontrar uma maneira de sobreviver sendo caçados por aqueles que os vêem como uma ameaça para a ordem mundial". Este drama de ficção científica começa quando oito estranhos de diferentes regiões do mundo tornam-se, inesperadamente, mentalmente ligados uns aos outros. Eles aprendem que são "sensates", um tipo particular de humano que tem a capacidade de partilhar fisicamente conhecimento e habilidades. Para mim, este resumo já me chama imeeeeenso a atenção, visto que é diferente de qualquer série que normalmente vemos passar na televisão.

Nos primeiros episódios, não se entende patavina sobre como é que a conexão deles funciona, mas garanto-vos que, ainda assim, vocês vão adorar. Existem oito personagens principais que, como disse, são de diferentes partes do mundo: Sun (Seoul), Lito (Cidade do México), Nomi (S. Francisco), Will (Chicago), Kala (Mumbai), Wolfgang (Berlim), Riley (Londres) e Capheus (Nairobi). O facto de eles serem de sítios e regiões diferentes é só incrível porque podemos ver sítios diferentes, culturas diferentes, ambientes diferentes. Também graças a isto, Sense8 tem uma óptima cinematografia.


Uma das coisas que mais gosto em Sense8 é que as personagens são tão diversas e diferentes, mas, ao mesmo tempo, cada uma delas é tão interessante à sua maneira. Uma das melhores partes é quando eles interagem uns com os outros e ajudam-se mutuamente. Para além disso, Sense8 tem quotes fantásticas, que nos inspiram a ser melhores pessoas e a fazer o bem em relação ao mundo. No fim deste post vou deixar uma das minhas quotes preferidas.

Sense8 é, provavelmente, melhor explicado como uma série que se experiencia, mais do que se entende. O tema principal é que "amor é amor", não importa o sexo, a raça, o local onde vivemos. Num episódio, Hernando (uma personagem incrível) disse "art… is love made public". E quando pensamos sobre isso, vemos que ele está totalmente certo. Sense8 é sobre tudo isto, sobre coisas que fazem o ser humano feliz e triste. É sobre amor, consentimento, tolerância, respeito. Sense8 é sobre a vida. Não é sobre o aspecto das pessoas ou a sua sexualidade, mas é sobre bondade e natureza humana.


Sense8 é definitivamente uma das melhores séries feitas nos últimos anos e é uma vergonha que a Netflix a tenha cancelado (sniff)… e não me venham com o episódio final de duas horas, porque para quem ama Sense8 não é suficiente!! Shame on you, Netflix! Shame on you! Em Sense8, a lógica não cabe, vocês só têm que abraçar as vossas emoções e deixar-se levar. Garanto-vos que não se vão arrepender. Sense8 é um hino à indústria das séries, com grandes actores, um enredo magnífico e uma cinematografia incrível.

Para concluir, aconselho mesmo toda a gente a ver! Vão-se sentir mais felizes só por assistir e espero que vos inspire a serem melhores pessoas. Por isso, vão ver Sense8!


"Who am I?
Do you mean where I’m from?
What I one day might become?
What I do? What I’ve done?
What I dream? Do you mean what you see?
What I’ve seen? What I fear or what I dream? Do you mean who I love? What I’ve lost? I guess who I am is exactly the same as you are. Not better than. Not less than. Because there is no one who has been or will ever be exactly the same as either you or me." 

Leituras Desassossegadas #18

O Primo Basílio – Eça de Queirós «Romance de costumes publicado pela primeira vez em 1878, satiriza a moralidade uma família burguesa d...