segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

American Gods

Inspirada na obra com o mesmo nome de Neil Gaiman, esta série é centrada numa guerra entre os velhos e os novos deuses. Os seres bíblicos e mitológicos estão a perder cada vez mais fiéis para os novos deuses, que reflectem o amor da sociedade por dinheiro, tecnologia, celebridades e drogas. Na série, seguimos a viagem de Mr. Wednesday, um dos velhos deuses, que está na Terra numa missão: reunir forças para lutar contra os novos deuses.



No meio disto tudo está Shadow Moon, que é, basicamente, o ponto de ligação entre o público e uma história que faz mais perguntas do que dar respostas. Shadow passa o tempo todo perdido e incrédulo com que se passa à sua volta, exactamente o que nós, espectadores, sentimos. A série é um pouco confusa e, no início, é normal que se sintam um pouco perdidos. Esta é uma série para o qual é preciso alguma paciência, mas, digo-vos já, que vale totalmente a pena!

Para além de Mr. Wednesday e de Shadow, ainda existem mais duas personagens sobre as quais convêm falar: Laura Moon e Mad Sweeney. Laura Moon é casada com Shadow e é uma personagem bastante complexa. Eu pessoalmente não gosto nada dela, acho-a bastante arrogante e pretensiosa, mas é um facto que é uma personagem bastante importante para a história. Já o Mad Sweeney é a melhor personagem de American Gods!! É Irlandês, um "leprechaun" e tem um toque bem especial de fazer as coisas. A história paralela de Laura e do Mad Sweeney é bastante divertida e deixa-nos curiosos quanto ao que vai acontecer.



American Gods é a série mais f... alucinada que já vi na vida. Considero Mr. Robot, Preacher e Westworld (todas elas vão ter direito a post) também "alucinadas", mas American Gods consegue ser ainda mais. A sério, quase não dá para a descrever de tão maluca que é, não se percebe o que está a acontecer, só vendo! Acreditem que é uma série incrível, daquelas que passa dias e dias na nossa cabeça.

American Gods foi uma série que me surpreendeu muito! Já nem sei por que a comecei a ver, mas, digo-vos, é uma das melhores séries de 2017! Tem uma cinematografia brilhante, os efeitos especiais, os backgrounds, os actores… tudo é incrível! Esta série é arte! O princípio da série não é algo novo na ficção – os deuses só existem enquanto se acreditar neles. No entanto, apresenta uma perspectiva totalmente nova e "mais incrível", se é que se pode dizer isto, sobre as crenças e devoções, mostrando de uma forma brilhante que estas mudam de acordo com o avançar dos tempos.



Nesta primeira temporada, a história desenrola-se de uma forma um pouco lenta, o que é normal, visto que é só a primeira temporada e as personagens têm de ser introduzidas. A série toca, de forma bastante profunda, em alguns assuntos da sociedade actual, especialmente presentes nos EUA: racismo, homossexualidade, cultura armamentista, machismo. É uma série que não teve medo de colocar o dedo em feridas incómodas, ou seja, em assuntos delicados, da sociedade contemporânea.

Se estão à procura de uma série diferente, se gostam do tema ou se, simplesmente, gostam de boas séries, American Gods é a série certa!

Sem comentários:

Enviar um comentário

TAG séries

Nos últimos tempos, não tenho visto quase série nenhuma. São raros os dias em que tenho tempo ou que não estou demasiado cansada para ver a...