sábado, 27 de janeiro de 2018

Viena #3

Segundo dia em Viena! Foi uma mistura entre visitar alguns sítios que tínhamos visto no primeiro dia, só que agora com mais tempo, e a aventura de ir à descoberta de novos lugares!

Começámos o dia pela Ópera de Viena, uma das mais famosas do mundo e com um edifício histórico que sobreviveu à Segunda Guerra Mundial. O edifício foi bombardeado em 1945 e foi depois reconstruído em 1955. Da próxima vez que for a Viena, quero, sem dúvida, assistir a uma Ópera ou um Bailado na Opera de Viena.


A seguir, fomos até à Karlsplatz, onde se encontra a Karlskirche, erguida entre 1716 e 1739. Digo-vos que fiquei maravilhada com esta igreja! Parecia-me um cenário de filme, de tão bonita que era. Acho que foi, sem dúvida, das minhas coisas preferidas em Viena. Esta igreja tem uma história relacionada com a peste: o santo Karl é considerado o santo curador da peste. O imperador Carlos VI fez uma promessa: ele construiria uma Igreja em homenagem ao Santo e, em troca, a peste deveria ser afastada da cidade. Dito e feito!



Passámos ainda pelo Schillerplatz e pelo Volkstheather, um teatro fundado a pedido dos vienenses (não é maravilhoso?), com uma arquitectura maravilhosa. Depois, vimos, ainda, outro teatro (é mesmo a cidade da cultura): o Burgtheater. Este teatro foi construído em 1741 e é o teatro nacional austríaco.


Continuando a andar, encontramos o Parlamento austríaco, também muito bonito e enoooorme. Ao contrário dos outros edifícios da cidade, este tem uma inspiração na arquitectura grega (acho que é o único) e é realmente impressionante.



Perto do Parlamento, fica a Rathaus – a Câmara Municipal da cidade. Mas esta não é uma Câmara Municipal qualquer: no topo da torre fica o Rathausmann, um dos símbolos de Viena. Esta estátua, no topo da Rathaus, tem 98 metros, se não estou em erro. Apesar disso, acho que muita gente passa sem a ver, o que é uma pena.



Se forem a Viena, não se esqueçam de comer o famoso Schnitzel! É um dos pratos principais da culinária vienense, e embora pareça um panado como os nossos, sabe melhor. Não sei bem explicar, talvez seja do ambiente austríaco, mas é melhor que o nosso típico panado. Não deixem de experimentar!

Ao fazer este post, percebi que tenho muitas, muitas saudades de Viena e que esta é uma cidade realmente encantadora! Quando pensarem na vossa próxima viagem a uma capital europeia, não vão para as típicas (Paris, Roma, Bruxelas,…), escolham Viena! Não se vão arrepender.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Leituras Desassossegadas #16

A Cidade e as Serras, Eça de Queirós « A Cidade as Serras , romance publicado um ano após a morte do autor, teve como ponto de partida o...